.:Desafio do Mugy inaugura o calendário da Copa DF de MTB

Prova de 44km inaugura o inédito calendário unificado da Copa DF de MTB
Sandro (E), Vinícius, Raquel e Débora
estão entre os participantes da competição
Morros inclinados, córregos e até escadas. Esses são apenas alguns dos obstáculos que os atletas brasilienses de mountain bike enfrentarão na primeira corrida do ano, domingo, às 9h30, na Fazenda Mugy, localizada na Fercal. A 2ª Copa Desafio do Mugy é a etapa inaugural de oito que integrarão a Copa DF da modalidade, pela primeira vez de forma unificada em um campeonato. Para o primeiro desafio de 2013, a previsão é de que compareçam cerca de 350 competidores.

Apesar de ter muitos atletas, Brasília ainda não conta com uma competição oficial de mountain bike. Os organizadores do Desafio de Mugy e das outras corridas que ocorrerão ao longo do ano decidiram se unir para mudar esse cenário. “Resolvemos juntar as equipes e fazer um campeonato só. No ano passado, não tinha essa união”, explica Costa. Assim, os primeiros colocados nessa corrida já acumularão pontos no ranking da Copa DF, que revelará os campeões distritais no fim do ano.

A Fercal, região administrativa próxima a Sobradinho, foi escolhida por ser um dos locais mais frequentados pelos ciclistas candangos. “É o berço da trilha, porque tem muitos morros e singletracks”, explica um dos organizadores do evento, Willian Costa. A corrida na Fazenda Mugy, diferentemente do ano passado, não será em circuito, no qual os atletas dão voltas ao redor de um percurso preestabelecido. Serão 44 km de um trajeto sem interrupções. Haverá premiações em dinheiro para os cinco primeiros em cada uma das cinco categorias.

O evento, porém, não será restrito aos ciclistas mais calejados. Na torcida, a família vai poder usufruir da estrutura da fazenda durante a prova, que deve durar toda a manhã. “Enquanto o atleta está lá sofrendo, a família toma sorvete e banho de piscina”, brinca Costa.

Os competidores, entretanto, nem sequer terão tempo de apreciar a paisagem. Nas trilhas, o clima é de rivalidade. No ano passado, como lembra Sandro de Lourenço, 36 anos, o espírito esportivo até deu lugar a uma briga. “Um atleta jogou a bicicleta no outro e levou um soco, sendo lançado para debaixo do morro”, lembra.

A justificativa para tamanha irritação partiu de uma situação muito comum no percurso estreito e disputado: quando um atleta mais cansado desce da bicicleta e obstrui a passagem dos outros. “Tem gente que não deixa passar, que fica segurando, mesmo que o adversário esteja melhor”, admite Lourenço.

Vice-campeão da Copa Mugy no ano passado, o assistente administrativo Vinícius Zequinha, 34 anos, está empenhado em subir uma posição no pódio. O atleta treina todos os dias, em uma dura rotina que equilibra faculdade — ele recebeu, como patrocínio, bolsa integral para estudar educação física — e trabalho. Este ano, o incentivo para chegar em primeiro é ainda maior: Zequinha se emociona ao lembrar que a mãe, vítima de um câncer terminal, foi recentemente desenganada pelos médicos. “É uma fase muito difícil para mim, e comparado ao que ela está enfrentando, isso aqui é passeio, diversão”, conta. “Ela falou para ir e correr por ela. É o que eu vou fazer.”

Modalidade
O singletrack é uma das modalidades de mountain bike na qual os atletas percorrem trilhas estreitas e bem visíveis.

Programe-se

II Copa Desafio do Mugy de Mountain Bike
Quando: 10/3, às 9h30
Onde: Fazenda Mugy, DF 150, Fercal
Inscrições encerradas
Entrada franca

FONTE: df.superesportes.com.br

Comente este artigo...