Brasilienses contratam seguros para as bicicletas

Corretoras da capital não oferecem o serviço, obrigando os ciclistas locais a procurarem firmas de São Paulo
O aumento de roubos de bicicletas no Distrito Federal fez surgir uma nova modalidade de seguro: a cobertura assistida para a proteção de bikes. Apesar de a capital federal ainda não ter corretoras que comercializam esse tipo de produto, a demanda de ciclistas brasilienses que recorrem a firmas especializadas de São Paulo para garantir a contratação de apólices aumentou 10% no ano passado.
O preço médio de um seguro para bicicleta varia entre R$ 500 e R$ 2,7 mil, o valor e o modelo são levados em consideração no momento da avaliação realizada pela empresa. O serviço funciona de forma semelhante ao contratos de carros e motos. A diferença, no entanto, é a vistoria, que é feita pela internet, devido à falta de oficinas especializadas credenciadas no DF. O cliente interessado em contratar o produto precisa preencher uma ficha com todos os dados da bike, incluindo o número de série e uma cópia da nota fiscal de compra. A modalidade de seguro oferece três tipos de coberturas: roubo à mão armada, furto à residência e prejuízos causados durante o transporte do objeto.

FONTE: correiobraziliense.com.br

Comente este artigo...