.:Lei de incentivo belga faz escola

Empresas pagam 0,21 centavos de euro por quilômetro para funcionários que vão ao trabalho de bicicleta; França adotou o projeto
Por Tadeu Matsunaga

Não é segredo algum que, na Europa, a cultura da bicicleta está muito mais disseminada, principalmente no quesito respeito ao usuário e na estrutura que as cidades europeias oferecem para o uso da bike como meio de transporte.

Na Bélgica, conhecida pela sua tradição com as bicicletas e o ciclismo de elite, existe uma “lei de incentivo” para aqueles que utilizam a “magrela” para se locomover nas cidades e deixam o carro na garagem. Empresas belgas pagam 21 centavos de euro por quilômetro aos seus funcionários para eles abdicarem do carro no trajeto ao local de trabalho.

De acordo com o site Yahoo, as empresas que aderirem ao sistema receberão isenção fiscal do governo. Quem já adotou a mesma política foi a França, que terá que investir 20 milhões para concretizar o projeto.

Em solo belga, 2 milhões de pessoas usam bicicleta para trabalhar. Ao investir no planejamento, o governo francês irá economizar 5,6 bilhões de euros.

Comente este artigo...