.:Os motivos para não se pedalar na contramão


Pedalar sua bicicleta na contramão, é muito mais perigoso do que imaginamos. Vejamos abaixo alguns motivos para pedalar sua bicicleta na mão certa e conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro.



É muito comum pessoas imaginarem que pedalar na contramão é mais seguro. No entanto, é importante esclarecer que isso é uma falsa sensação, pois ao mesmo tempo em que na grande maioria das vezes não será possível para o ciclista desviar e evitar a colisão devido à pequena fração de tempo em que ocorrem os acidentes, por outro lado, em situações em que um ciclista abalroado por trás poderia sobreviver, o impacto resultante da velocidade dos dois veículos somada, ao baterem de frente, pode mudar tudo.

Além disso, há o dever do ciclista de respeitar as leis de trânsito, para que essas mesmas regras também sejam respeitadas quando forem em seu benefício, tais como quando determinam que ao ultrapassar uma bicicleta os demais veículos devem guardar uma distância mínima de 1,5m e reduzir a velocidade, além das que impõem a preferência das bicicletas sobre os automóveis no trânsito.

Por fim, o ciclista precisa sempre lembrar que não está só, mas compartilha a via com motoristas, pedestres, motociclistas, carroceiros, e mesmo outros ciclistas. Assim, seguir as regras estabelecidas faz toda a diferença na hora de se garantir segurança e evitar aborrecimentos. Por exemplo: um motorista ao entrar numa via principal somente olha para a esquerda. Consequentemente, se uma bicicleta vem pela direita do motorista, na contramão, poderá ser atingida pelo automóvel quando este arrancar. O ciclista que pedala na contramão também prejudica, e coloca em risco, outros ciclistas que seguem no sentido correto.

Um trânsito melhor se faz com prudência, bom senso e respeito ao próximo: o ciclista respeita os pedestres, os outros ciclistas e os motoristas; e todos eles respeitam os ciclistas.

Comente este artigo...